O público da Fundação Hanns R. Neumann Stiftung do Brasil, por meio do ICP e nesse evento com participação da Iniciativa café&clima no último dia 16.08 foram os alunos da Escola Estadual Violeta Mageste Pereira, localizada na cidade de Santa Margarida, Zona da Mata Mineira. O evento contou com a participação de 76 pessoas, dentre alunos e professores.

Os alunos estão cursando o 8° ano A e B do ensino fundamental, tendo Maria Magestes e Fabiana Santos respectivamente como professoras, estes alunos são aproximadamente 90% de zona rural da comunidade, e participam de um projeto desenvolvido pela escola denominado “Café com Leite”, onde têm a oportunidade de  conhecer todos os processos da cultura do café e também do leite.

O local escolhido para demonstração da Fundação, foi a fazenda Carmelito, de propriedade de Rosângela Moura Alves e Elieser Carmelito da Silva, produtores de café e ganhadores de vários prêmios em concursos, inclusive no último concurso “Foça Café” promovido em outubro de 2016 pela HRNS do Brasil.

No local, foi apresentado aos alunos, como ocorre o processo de colheita, separação e secagem do café, havendo na propriedade a coleta seletiva, terreiro suspenso, além de um grande cuidado com a bebida. Foi também explorado todo o tema da origem, produção, qualidade e importância da cultura do café para a região de Santa Margarida, assim como, as condições existentes na região das Matas que dão ao café características especiais.

WhatsApp Image 2017-08-16 at 11.01.20

Por último, mas não menos importante, foi abordada a relação entre o café e o clima por meio das boas práticas que são desenvolvidas e incentivadas pela iniciativa café&clima, foram  explicadas as técnicas utilizadas  e qual papel e importância  de cada uma para a cultura e para o meio ambiente.

Os alunos além de terem toda essa parte teórica, também, puderam ver na prática a importância e diferença de um café de qualidade. Foram separados dois tipos de cafés com qualidades totalmente diferentes, onde eles puderam testar o olfato e paladar, reforçando mais uma vez como uma bebida de qualidade é mais saborosa para nosso dia a dia e também mais valorizada no mercado.

Nesta experiência, alunos e professores tiveram a oportunidade de conhecer e entender melhor as condições de colheita, pós-colheita e como as condições climáticas são estabelecidas, desenvolvidas e estão inter-relacionadas para a cultura do café.

“Fomos agradecidos pela palestra e também notificados de que todos os conhecimentos adquiridos no dia de hoje serão levados e expostos também na feira de ciências da escola.”

Fernanda Faria – Coordenadora da Iniciativa café&clima no Brasil

Agradecimento: Wanderlei Miranda – Técnico HRNS do Brasil responsável pela região das Matas de Minas

^90861C2209F1634F1ED620F3829C82F328F05C87BEF0A7F966^pimgpsh_fullsize_distr